ARARIPINA

ARARIPINA

GOVERNO PE

SQS

SQS

HMSM 50 ANOS

HMSM 50 ANOS

O BLOG NO FACEBOOK

sexta-feira, 2 de junho de 2017

CÂMARA DE ARARIPINA - MESMO SOB PROTESTO DE PROFESSORES E ALUNOS, VEREADORES DA SITUAÇÃO APROVAM AUMENTO SALARIAL DE CARGOS COMISSIONADOS DA AEDA

A Câmara de Vereadores de Araripina, aprovou na noite da quarta-feira, 31, o projeto de lei 010/2017. O Projeto visa fazer uma reforma administrativa na AEDA – Autarquia Educacional do Araripe. O ponto mais questionado na reforma administrativa da autarquia é justamente o que concede generoso aumento salarial aos cargos comissionados.

Uma grande contradição uma vez que a própria direção vem pregando e noticiando nos meios de comunicação que a entidade está em uma grande e larga dificuldade financeira. Inclusive, os professores da Facisa – Faculdade de Ciências Humanas e Sociais responsável pelos cursos de Direito e Ciências Contábeis paralisaram as atividades por conta de estarem com dois meses de salários atrasados.

Recentemente a direção da AEDA publicou portaria aumentando as mensalidades dos cursos de todas as três faculdades mantidas pela entidade: Facisa, Fafopa e Faciagra. O clima entre direção, professores da Facisa e alunos não é nada amistoso e se transformou numa verdadeira guerra, causando um crise institucional grave.

Os professores e alunos reagiram duramente contra o projeto que concede aumento aos cargos comissionados aprovado na sessão desta quarta-feira. Os vereadores de oposição votaram conta o projeto (Francisco Edivaldo, João dias, Silvano do Morais, Divona, Camila Modesto e Edsávio Coelho). A exceção foi o vereador Tico de Roberto que mais uma vez surpreendeu a todos votando no projeto do executivo municipal.

Pelas redes sociais, muitos alunos e professores protestaram contra a aprovação do projeto concedendo aumento de salário aos cargos comissionados.

Veja abaixo alguns comentários feitos nas redes sociais:

“Prefeito, o senhor é um médico renomado, político e tem ao seu lado uma esposa de iguais características, filhos que resolveram seguir vossos caminhos. Mais que ninguém o senhor é conhecedor que o único meio para o filho do pobre mudar de vida honestamente é através dos livros. Todos que fazemos uso da AEDA estamos em busca de uma vida melhor, muitas vezes melhor que a vida que nossos pais tiveram, peço que encarecidamente olhe a situação com esmero que a mesma merece, pois são muitos sonhos que estão em risco, a chance que muitos tem de ter uma vida mais digna. O caminho mais justo seria o VETO a essa arbitrariedade, a mesma não se sustenta pelo fato da direção alegar enormes débitos e ao mesmo tempo aumentar salários, isso é no mínimo contraditória beirando a imoralidade, está em suas mãos o sonho de milhares de alunos. Vete essa imoralidade e instaure uma Auditoria e passe a ser conhecedor da real situação”.

“Prefeito Raimundo Pimentel a situação na AEDA está muito complicada. Enquanto é passado aos alunos um cenário de horror, com contas atrasadas, paralisação de professores por falta de pagamento, aumento de mensalidades da ordem de 22% pra cobrir “rombos”, a Câmara de Vereadores aprovou hoje a noite um aumento no quadro de comissionados e aumento de salário de comissionados.

Se votaram a matéria sem o conhecimento de Vsa. Excelência, deram uma rasteira no executivo municipal. Se votaram com a anuência de Vsa. Excelência, acredito que o senhor desconhece a real situação da autarquia municipal AEDA.

Qualquer que tenha sido o caso, até que se faça uma completa e independente auditoria nas contas da AEDA, só resta uma saída honrosa para a situação contraditória criada hoje pela Câmara de Vereadores: VETAR O PROJETO APROVADO HOJE.

Esperamos que exerça a autoridade que lhe foi conferida pelos munícipes de Araripina e evite a concretização dessa aberração que está sendo criada na AUTARQUIA MUNICIPAL AEDA”.

“NOTA DE REPUDIO: Nós alunos dos cursos da instituição AEDA, viemos por meio deste mui respeitosamente expressar nossa completa indignação com a entrevista concedida por MARIA RAMOS MUNIZ diretora-presidente da AUTARQUIA EDUCACIONAL DO ARARIPE a radio grande serra FM em 31/05/2017, oportunidade em que a mesma fundamentou todos os problemas das faculdades mantidas por a Autarquia educacional do Araripe, inclusive a greve dos professores da FACISA na inadimplência dos alunos, apresentando ainda um valor referente ao inadimplemento da instituição, sem ao menos citar os valores recebidos pelos adimplentes. Conforme a Lei 9.870/99 Art. 6º § 1º semestralmente os alunos só poderão se matricular se estiverem adimplentes, desde modo, mesmo que o aluno atrase ao final de cada semestre ele se tornará adimplente, sendo assim, e tendo em vista que a autarquia é uma instituição Pública municipal solicitamos a quem compete e a senhora MARIA RAMOS MUNIZ, que de maneira passiva e cumprindo as conformidades da lei apresente a toda população em especial aos alunos documentos que comprovem todas as entradas e saídas dos valores recebidos por a instituição, sejam estes, comprovantes, documentos licitatórios, recibos, detalhamento de pagamentos, etc. Solicitamos ainda um argumento que seja cabível para o aumento imposto em alguns cursos e a diminuição de descontos. Ademais informamos que depois de cumprido o disposto, solicitaremos de imediato a abertura de uma auditoria. Desde já agradecemos e aguardamos.”

Fonte - Blog do Martinho Filho

Nenhum comentário: