ARARIPINA

ARARIPINA

GOVERNO PE

SQS

SQS

HMSM 50 ANOS

HMSM 50 ANOS

O BLOG NO FACEBOOK

domingo, 14 de maio de 2017

PETROLINA - EXPORTAÇÕES FEITAS ATRAVÉS DE CARGUEIROS AUMENTAM NO AEROPORTO NILO COELHO

Nos três primeiros meses deste ano, aumentou o número de exportações feitas através de aviões cargueiros que saem do aeroporto Senador Nilo Coelho em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Foram 555 toneladas nos meses de janeiro, fevereiro e março, contra 175 no mesmo período do ano passado. Um aumento de 215%. O principal destino tem sido os países da Europa.

O produtor Caio Coelho está satisfeito com a colheita deste ano. Dos 500 hectares que ele tem no Projeto Irrigado Senador Nilo Coelho em Petrolina, tirou mil e 700 toneladas de mangas para exportação. Cerca de 500 toneladas a mais do que no mesmo período do ano passado.

O aumento na colheita veio depois da aposta em uma nova variedade de manga. "O aumento deveu-se ao crescimento do plantio de palmer na região do Vale Do São Francisco. Nos últimos cinco anos, sem dúvida, houve um crescimento bastante significativo do plantio de manga palmer, que é uma manga que a gente consegue direcionar para exportação. um outro importante motivo foi um pouco o enfraquecimento do mercado interno p que fez com que o produtor procurasse o exportador motivado em exportar sua fruta os mercados exteriores", explica.

Os negócios da exportações de frutas no Vale do São Francisco estão indo muito bem. “Realmente houve um aumento nas exportações, se a gente comparar os dados de 2016, onde em janeiro e fevereiro, praticamente não houve exportação pelo aeroporto. Em 2017, houve uma procura maior por esse modal e isso se deu pontualmente pela necessidade do importador ter as frutas com mais rapidez no seu destino, e, de repente, também, pelo fato da fruta estar em um estágio de maturação um pouco mais avançado, então ela precisa de uma agilidade maior pra chegar no destino", esclarece Coelho.

Com tanta fruta para enviar para outros países, em um espaço de tempo tão curto, o meio de transporte mais indicado são os aviões cargueiro. Esse transporte foi bem requisitado nos primeiros meses deste ano, e o terminal de logística do aeroporto de petrolina registrou uma decolagem no número de mercadorias exportadas.

De acordo com o superintendente da Infraero em Petrolina, Moysés Barbosa, foi um trabalho de fidelização de clientes difícil, mas que teve êxito. “A superintendência junto com a gerência comercial correu atrás para fidelizar os clientes e colocou para todos os nossos exportadores a viabilização dessa operação, o que era viável, que as tarifas seriam mais baixas. E a gente conseguiu consolidar esse voos num período que, geralmente, não se tem esses voos”.

O resultado tem sido comemorado pela Infraero. “você tem um voo, mesmo nos períodos que geralmente são recesso, você tem um voo pra escoar toda sua produção aqui do Vale do São Francisco. Não só do Vale, da região, do nordeste todo, pra Europa, de forma rápida, segura e barata”, diz Moysés.

Os cargueiros pousam uma vez por semana. As mercadorias aguardam o momento do embarque em uma estrutura que tem seis câmaras frias, com capacidade para até 96 mil caixas de frutas. Para organizar tudo isso, e ainda dar conta do aumento no serviço, a rotina dos funcionários da Infraero foi modificada. "A gente remanejando os funcionários de acordo com a demanda. Então de acordo com o que vai surgindo a gente vai reorganizando os nossos funcionários para atender essa demanda. De acordo com a demanda pegamos funcionários, por exemplo, da manutenção, da área administrativa que dão apoio também pra atender essa demanda que vai crescendo”, a gerente do setor de cargas, katiuscia Ribeiro.

Do Ga1 Petrolina

Nenhum comentário: