ARARIPINA

ARARIPINA

GOVERNO PERNAMBUCO

FLOCÃO NOVO MILHO

ALIANÇA

SQS

SQS

HMSM 50 ANOS

HMSM 50 ANOS

O BLOG NO FACEBOOK

quarta-feira, 12 de abril de 2017

ENTREVISTA - PREFEITO JOÃO BOSCO FALA SOBRE PAGAMENTO DE SALÁRIOS ATRASADOS DE SERVIDORES MUNICIPAIS DE GRANITO

O prefeito de Granito, João Bosco Lacerda, participou na terça-feira (11) do telejornal GRTV 1º Edição. A entrevista faz parte de uma série que pretende dialogar com os gestores dos 23 municípios da área de cobertura da emissora. O gestor falou dos pagamentos dos salários atrasados dos servidores municipais, sobre o saneamento e sobre os projetos para enfrentar a seca na zona rural.

Izabella Freitas: Como foi voltar à gestão agora nestes primeiros meses do ano?

João Bosco: Olha, eu tenho uma experiência como gestor no município em outros mandatos e eu recebi o município muito desorganizado. A frota, a maioria, toda prejudicada, avariada e carro sem condição de uso. Os prédios públicos todos em uma situação muito deteriorada. E a gente vem lutando para colocar a casa em ordem. Tenho certeza que, em poucos meses, a gente vai organizando e dando uma roupagem nova ao município para levantar o astral do nosso povo. O povo de Granito é um povo alegre, que gosta da cultura e do lazer e nós queremos fazer este trabalho para que nosso povo viva em alto astral.

Izabella Freitas: Prefeito, dentro desta questão da reorganização da casa, a gente pode falar em relação aos professores que ainda têm salários em atraso?

João Bosco: Justamente. Você sabe que a gente recebe o município nesta questão que falei, com débitos e folha do mês de dezembro. Apesar de que ficou um pouco de recurso, mas a gente conseguiu pagar os funcionários e ficou o resíduo dos professores. Em torno de 48% a 50% dos salários foi pago uma parte e eu estou organizando as finanças para que a gente possa resolver este problema até o mês de junho. Eu ainda não anunciei ao sindicato que iria pagar no mês de junho, mas a minha intenção é esta. Se Deus quiser a gente está organizando as finanças para que a gente possa quitar toda a folha de pagamento atrasado até mês de julho.

Izabella Freitas: Prefeito em relação à questão do esgoto na cidade. Ele foi feito pela Codevasf, mas ficou no impasse de quem gerenciaria a estrutura. O senhor pretende conversar com a Compesa, Codevasf e ver como o município poderia controlar esta situação por lá?

João Bosco: Sim. A nossa cidade fica localizada às margens do rio Brigida e sempre o esgoto caiu no rio. Através de uma grande luta, a gente conseguiu um convênio com a Codevaf. Executamos o projeto e a Codevasf executou a obra, numa execução direta, não foi transferência para o município. Só que, desde 2008, esta obra está parada. Foi concluída a obra, mas a Codevasf precisa fazer a transferência para o município e o município fazer a transferência para a Compesa, que é quem é de direito fazer a manutenção do esgoto. O município tem 100% da sua rede de esgoto concluída. Temos a lagoa de tratamento, mas assim, a situação é de abandono. A gente precisa retomar o diálogo com a Codevasf e a Compesa. Estou pensando, eu acho, que este mês ainda em ter uma reunião com a Compesa e Codevasf para que a gente possa chegar a uma solução e possa realmente para funcionar o esgoto na cidade de Granito.

Izabella Freitas: Prefeito, em relação à zona rural, a gente sabe que na nossa região a chuva tem caído, mas de forma irregular, enfrentamos uma longa estiagem. Como está a situação do homem do campo no município?

João Bosco: A situação hoje com esta seca prolongada, acho que a gente já tem aí uns 7 anos de seca, é uma situação que eu considero difícil. Mas que a gente avançou muito nos últimos anos. Houve muito investimento do governo federal, do governo estadual e do próprio município para construção de poços, de barragens, de açudes, cisternas. Hoje quase toda casa na zona rural do município tem uma cisterna. O que a gente nota é que está havendo um abastecimento de carro-pipa precário. Eu saí agora há pouco de uma audiência com o coronel do exército, responsável pelo abastecimento na nossa região e fiz um relato da nossa necessidade. Precisamos otimizar o nosso abastecimento e também melhorar a fiscalização. A gente sabe que existem desvios de água. Muitas vezes a água não está chegando direto a quem precisa. Precisamos intensificar e eu vou priorizar o abastecimento dágua para que a nossa população não sofra com esta dificuldade de abastecimento de água.

Izabella Freitas: Para conseguir intensificar esta fiscalização, a prefeitura pensa em colocar fiscais da Secretaria de Agricultura para poder está fazendo esta visita para tentar controlar isso aí?

João Bosco: A gente tem o conhecimento do que está acontecendo, a falha. Mas é difícil. O controle é do exército. Eu fiz um relato completo para o coronel e espero que o exército aprimore não só em Granito, mas a gente tem conhecimento de toda a região. Nós temos o consórcio dos prefeitos de toda a região e todos os prefeitos relatam esta dificuldade. A água não está chegando às cisternas. Sabemos que existem desvios também por parte dos Ipa. Precisamos aumentar a fiscalização também dos carros-pipa que são abastecidos através do Ipa, contanto que o recursos que seja direcionado a esta ação chegue realmente às casas das pessoas que estão precisando.

Veja a matéria na íntegra clicando AQUI.

Do G1 Petrolina

Nenhum comentário: