ARARIPINA

ARARIPINA

GOVERNO PE

FLOCÃO NOVO MILHO

ALIANÇA

SQS

SQS

BANNER DAVID

BANNER DAVID

HMSM 50 ANOS

HMSM 50 ANOS

O BLOG NO FACEBOOK

quarta-feira, 1 de março de 2017

IGREJA CATÓLICA - CAMPANHA DA FRATERNIDADE DEFENDE OS BIOMAS BRASILEIROS

Para a Igreja Católica, a Quarta-feira de Cinzas é o dia de lançamento da Campanha da Fraternidade (CF), um projeto iniciado em 1964 e realizado anualmente no período da Quaresma. Este ano, com o tema é “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”, a iniciativa será lançada em Pernambuco pelo arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, às 14h, no Jardim Botânico do Recife, às margens da BR-232, no Curado.

Assim como em anos anteriores, a escolha o tema da campanha se respalda na Bíblia. E para o de 2017 o fundamento consta no livro de Gênesis. O 
secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom 
Leonardo Steiner, ao explicar o tema e o lema – “Cultivar e guardar a 
criação” – deste ano, disse que “a criação é obra amorosa de Deus confiada 
a seus filhos e filhas”.

A proposta da campanha é que os católicos, além dos momentos de oração e 
reflexão, construam formas de agir no bioma em que estão inseridos. No 
estado, isso deve se dar junto à Mata Atlântica, presente ao longo do 
litoral e da Zona da Mata, e da Caatinga, correspondente a cerca de dois 
terços da paisagem pernambucana. Os outros quatro biomas brasileiros são a 
Amazônia, o Cerrado, o Pampa e o Pantanal. Cada um dos seis possui em sua 
extensão similaridade de clima, de vegetação e de formação histórica.

Entre as ações incentivadas pela CF 2017 está a criação de um Projeto de 
Lei que impeça o uso dos agrotóxicos. Ao optar por esse caminho, a Igreja 
Católica se coloca contrária a projetos, em trâmite no Congresso Nacional 
e fase pela implantação pelo Ministério da Agricultura, voltados a 
facilitar o emprego desses produtos. Isso não é posição nova da Igreja, 
que, nas últimas décadas, propõe a implantação e o avanço de práticas mais 
limpas – diga-se, com menos venenos, no campo.

A questão dos agrotóxicos, assim como o combate a fraudes em licitações 
relacionadas às secas e às enchentes, intimamente ligadas a problemas 
ambientais, vai permear seminários, debates e celebrações. Por fim, no 
Domingo de Ramos, o domingo que antecede a Páscoa, os católicos são 
chamados a contribuir para a coleta da campanha. Na Arquidiocese de Olinda 
e Recife, envelopes específicos da CF serão distribuídos nas quase 120 
paróquias. Do montante arrecadado, 60% terão por destino projetos sociais 
nas comunidades da própria arquidiocese e o restante irá um fundo 
preocupado com o fortalecimento da solidariedade entre as regiões do país.

Dos seis biomas que integram a paisagem brasileira, o Jardim Botânico 
dedica a maior parte à Mata Atlântica, bioma no qual está inserida a 
capital pernambucana. O arcebispo, antes de celebrar a missa de abertura 
da CF 2017, marcada para as 15h, fará uma visita guiada pelo jardim e 
plantará uma muda de pau-brasil, espécie oriunda desse tipo de mata e que, 
devido à exploração descontrolada no período colonial, praticamente foi 
extinta da natureza. O pau-brasil pode ser encontrado do Rio Grande do 
Norte a São Paulo. Uma espécie de segundo lançamento oficial da Campanha da Fraternidade, na capital pernambucana, está prevista para 9 de março, quando, na Câmara de Vereadores, a partir das 15h, o assunto vai pautar a sessão solene.

Do Diário de Pernambuco

Nenhum comentário: