ARARIPINA

ARARIPINA

GOVERNO PE

SQS

SQS

HMSM 50 ANOS

HMSM 50 ANOS

O BLOG NO FACEBOOK

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

ARARIPINA E PETROLINA - UM ANO SEM FUTEBOL PARA OS DOIS CLUBES DO SERTÃO


Em 2016, os torcedores do Petrolina e Araripina tiveram que conviver com a ausência do futebol profissional nas duas cidades do Sertão pernambucano. A Fera Sertaneja e o Bode do Araripe não participaram da disputa da Série A2 do Campeonato estadual. Fora da briga pelo acesso, que neste ano foi conquistado pelo Flamengo PE e Afogados, o sonho de voltar a elite do futebol pernambucano ficou adiado, quem sabe, para 2017.

Os torcedores do Araripina foram surpreendidos quando, em junho, a Federação Pernambucana de Futebol anunciou os nomes dos onze clubes que haviam manifestado interesse em participar da Série A2 e o Bode não estava presente na lista. Na época, em conversa com o GloboEsporte.com, o presidente Boba Sampaio disse que os problemas financeiros atrapalharam os planos da agremiação.

– Problema financeiro. A gente só tem condições de participar se tiver um convênio com a prefeitura. A prefeitura daqui está passando por dificuldades, um momento difícil e o prefeito não está conseguindo fazer esse convênio – explicou Borba, na época.

Diferente do Araripina, o Petrolina estava na relação dos clubes que participariam da Série A2. O clube chegou a realizar alguns amistosos, o técnico Neco dava mostra de que permaneceria no comando da equipe, o torcedor foi criando expectativas, o presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho, disse que contava com a Fera no Campeonato, até que, em agosto, quando todos pensavam que os petrolinenses estariam na luta pelo acesso, o presidente do clube, Paulo José e Silva, mandou uma carta para a FPF desistindo oficialmente da competição.
– Ele (Paulo José) mandou uma carta reclamando de um monte de coisas: falta de apoio, dinheiro, dificuldades para se adequar ao novo momento… – explicou o Diretor de Futebol da FPF, Murilo Falcão.

Fora da única competição que poderiam participar em 2016, o futuro do Petrolina e do Araripina é incerto. A esperança dos torcedores é que os problemas sejam resolvidos e as equipes voltem o mais rápido possível. Que 2017 seja melhor para o Bode e a Fera Sertaneja.

Fonte - Globo Esporte Petrolina/ Blog Roberto Gonçalves

Nenhum comentário: