ARARIPINA

ARARIPINA

GOVERNO PERNAMBUCO

FLOCÃO NOVO MILHO

ALIANÇA

SQS

SQS

HMSM 50 ANOS

HMSM 50 ANOS

O BLOG NO FACEBOOK

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

ONG CHAPADA - 22 ANOS DE TRABALHO EM PROL DA AGRICULTURA FAMILIAR AGROECOLÓGICA NO SEMIÁRIDO PERNAMBUCANO


Com a missão de fortalecer o desenvolvimento socioeconômico, político e cultural da agricultura familiar, através da recuperação e preservação do meio ambiente, por meio da agroecologia e efetivação da cidadania, o Centro de Habilitação e Apoio ao Pequeno Agricultor do Araripe (Chapada) completa 22 anos de fundação, com sede na cidade de Araripina, Sertão do Araripe de Pernambuco.

O Chapada foi criado por um grupo de agricultores/as familiares e técnicos, com o objetivo de desenvolver ações que pudessem contribuir com a agricultura familiar da região do Araripe. A ideia era envolver agricultoras e agricultores familiares organizados em associações, cooperativas, sindicatos e fóruns. 

Atualmente o Chapada atua nos Sertões do Araripe e São Francisco e as atividades são desenvolvidas pela instituição com base em seis linhas de atuação: preservação e recuperação do meio ambiente e agrobiodiversidade; agroecologia para convivência com o Semiárido; água e segurança alimentar; comunicação; empreendedorismo na agricultura familiar e acesso a mercados; defesa e garantia dos direitos sociais das populações socialmente vulneráveis, em especial jovens e mulheres, além de cultura e cidadania. 

Durante a trajetória de 22 anos do Chapada, alguns resultados podem ser vistos nas propriedades rurais assessoradas pela organização, tais como: adoção de práticas de recuperação da fertilidade dos solos e da vegetação nativa da Caatinga; criação e fortalecimento de uma infraestrutura hídrica, com aumento da oferta de água para o consumo humano, doméstico e produtivo; implementação de sistemas de produção agroecológicos; garantia da segurança alimentar e nutricional das famílias; elevação do nível de renda das famílias através da comercialização realizada nas próprias comunidades, em feiras agroecológicas e municipais, empresas, entre outros locais. Também é possível verificar uma maior inclusão e participação social de mulheres e jovens em atividades agropecuárias agroecológicas e comunitárias, como também uma intervenção qualificada de agricultores e agricultoras familiares nos espaços de elaboração, decisão e controle das políticas públicas, contribuindo com o processo de inclusão e transformação social. 
“É com espirito de alegria e dever cumprido que celebramos 22 anos de história do Chapada. Durante esse período pudemos contribuir com o fortalecimento da agricultura familiar de base agroecológica e com a melhoria da qualidade de vida dos agricultores e agricultoras. Diante de tantas conquistas, olhamos para frente e vemos grandes desafios, pois estamos vivenciando um momento de incertezas em relação à continuidade das políticas públicas voltadas para a agricultura familiar, porém seguimos firmes na luta por um Semiárido digno e justo para todas as pessoas”, destaca o coordenador geral do Chapada, Alexandre Pereira.

O Chapada em números

Em 22 anos de atuação no Semiárido pernambucano, o Chapada construiu 6.637 cisternas de placa (16 mil litros); 1.799 cisternas-calçadão (52 mil litros); 454 cisternas-enxurrada; 221 barreiros-trincheira; 52 barragens subterrâneas; 31 barraginhas; 33 tanques de pedra; 25 bombas d’água popular (BAP) e 1 barreiro lonado.

A cara dos 22 anos

Como forma de expressar e visibilizar o trabalho desenvolvido ao longo da sua caminhada, o Chapada criou uma nova identidade visual. O novo conceito estético utiliza elementos sertanejos e do clima Semiárido para reforçar a importância e os resultados das ações realizadas. A nova logomarca apresenta as cores azul, verde, branco e amarelo, representadas através da água, sol, folha e a flor do maracujá. 

A representação gráfica traz a questão hídrica, o clima da região e elementos do bioma Caatinga. O nome Chapada faz uma referência à Chapada do Araripe, localizada na divisa dos estados do Ceará, Piauí e Pernambuco e abriga uma floresta nacional e uma área de proteção ambiental.

Da ASCOM/ CHAPADA

Nenhum comentário: