ARARIPINA

ARARIPINA

GOVERNO PE

SQS

SQS

HMSM 50 ANOS

HMSM 50 ANOS

O BLOG NO FACEBOOK

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

PETROLINA - MANIFESTAÇÃO MARCA OS 10 MESES DA MORTE DA GAROTA BEATRIZ

Uma manifestação de fé foi realizada na noite de sexta-feira (21), na Concha Acústica da Praça Dom Malan em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. O evento reuniu amigos, familiares e pessoas sensibilizadas com a trágica morte da menina Beatriz Angélica Mota, de sete anos, assassinada a facadas há dez meses em uma escola particular da cidade.
Manifestação de Fé dedicada a Beatriz
Angélica em Petrolina (Foto: Juliane Peixinho/ G1)

Na ocasião foram feitas orações por vários pastores da região e cantados louvores, dedicados ao conforto da família da menina. O momento foi pensado pelos próprios pais de Beatriz, Sandro Romilton e Lúcia Mota. "Nossa família tem sofrido bastante. Hoje nós decidimos em conjunto com os nossos familiares e amigos em fazer uma manifestação diferenciada. Nós já cobramos a todas as autoridades, Ministério Público, Polícia Civil da Bahia, Polícia Civil de Pernambuco, Presidente da República, ministros e senadores. Se os homens não estão conseguindo resolver o caso de Beatriz, deveríamos entregar na mão de Deus. Então, hoje nós estamos aqui na praça para louvar a Deus e pedir a resolução desse caso".
Famílias oraram pela solução do caso
de Beatriz em Petrolina (Foto: Juliane Peixinho/ G1)

A mãe de Beatriz, Lúcia Mota, disse que acredita em uma resolução para o caso. "Pensamos nessa manifestação por conta da importância de agradecer a Deus em si e por tudo que já foi revelado pela polícia e nas investigações. Nós acreditamos desde o início que tudo isso será revelado, nós sempre acreditamos". 

Lúcia anunciou ainda a criação do Projeto 'Viva Bia', que deve ser voltado a outros pais que também lutam por justiça." Na verdade ainda é um sonho. Hoje, estamos em uma luta muito grande que é lutar por justiça, mas isso foi plantado no nosso coração. Queremos poder ajudar o próximo, ajudar as pessoas que precisam de informação jurídica, apoio psicológico principalmente. A família que sofre em uma situação como essa esse apoio médico e psicológico é importante e nós tivemos isso".

saiba mais





Do G1/ Petrolina

Nenhum comentário: