ARARIPINA

ARARIPINA

GOVERNO PERNAMBUCO

FLOCÃO NOVO MILHO

ALIANÇA

SQS

SQS

BANNER DAVID

BANNER DAVID

HMSM 50 ANOS

HMSM 50 ANOS

O BLOG NO FACEBOOK

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

OLIMPÍADA - NOVE AEROPORTOS JÁ RECEBERAM 3 MILHÕES DE PASSAGEIROS

A Secretaria de Aviação Civil divulgou nesta segunda-feira (8) balanço do fluxo de passageiros que desembarcaram para os Jogos Olímpicos Rio 2016. Entre os nove aeroportos que concentraram as chegadas ao país, passaram quase 3 milhões de passageiros. Apesar do grande fluxo, o percentual de atrasos não passou de 4,4% do total.

De acordo com levantamento, somente em São Paulo, o aeroporto de Guarulhos recebeu 715 mil pessoas e, no Rio, nos dois terminais aeroportuários – Galeão/Tom Jobim e Santos Dumont - foram transportados 595 mil passageiros na primeira semana da Olimpíada.

Os dados foram divulgados em entrevista coletiva, no Centro de Gerenciamento de Navegação Aérea, no Rio de Janeiro.

A previsão é que os novos picos sejam registrados no próximo dia 12, na chegada de passageiros para assistir as provas de atletismo e ginástica artística; e entre os dias 20 e 22 no fim das competições, quando atletas voltam para seus países. São esperados embarques de 95 mil pessoas na saída, segundo o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Maurício Quintella.

Para facilitar o embarque das delegações, no fim das competições, as autoridades aeroportuárias organizaram um esquema especial. As delegações, por exemplo, vão fazer o despacho de bagagem e o check-in na própria Vila dos Atletas, onde estão hospedadas. “Na chegada, as delegações e os turistas chegam de forma diluída e espaçada, mas no encerramento, passageiros e bagagem saem de forma concentrada”, explicou o ministro.

Segurança é mantida

O ministro da Aviação disse que medidas de seguranca serão mantidas e lembrou que as pessoas devem antecipar o check-in e chegar com duas horas de antecedência nos terminais. Ao adotar padrões internacionais de segurança, os aeroportos exigem maior rigor no raio X de bagagens de mão e na revista pessoal aleatória de passageiros.

Quintella comentou, ainda, o índice de pontualidade dos voos nos nove aeroportos monitorados, acima do registrado na Copa do Mundo, em 2014. Atrasos de 15 minutos foram registrados em 4,4% dos voos, abaixo da meta de 15%. Na Copa, o atraso médio foi de 8,8% das operações.

A fila no check-in doméstico tomou 11 minutos e no internacional, 5 minutos. A imigração não passou de 10 minutos, mas o tempo de restituição de bagagem internacional chegou a quase uma hora para quem chegava do exterior.

O ministro também comemorou o interesse de empresas no leilão que vai conceder a administração de quatro aeroportos públicos à iniciativa privada e disse que o leilão será disputado.

“Quantos grupos [serão] exatamente não posso vão aferir porque estamos ainda no prazo [de finalizar] o edital”, ponderou. “Mas, com certeza, mesmo com o momento econômico que estamos vivendo, a disputa será grande pelos aeroportos”, antecipou Quintella.

A expectativa é que - ainda em 2016 - sejam leiloados os aeroportos de Fortaleza, Salvador, Porto Alegre e Florianópolis. O edital ainda não foi publicado.

Da Agência Brasil

Nenhum comentário: