ARARIPINA

ARARIPINA

GOVERNO PERNAMBUCO

FLOCÃO NOVO MILHO

ALIANÇA

SQS

SQS

HMSM 50 ANOS

HMSM 50 ANOS

O BLOG NO FACEBOOK

sexta-feira, 17 de junho de 2016

LUTO NA TV - MORRE RUBÉN AGUIRRE, INTÉRPRETE DO PROFESSOR GIRAFALES, AOS 82 ANOS


Morreu, aos 82 anos, o ator Ruben Aguirre, conhecido por ter interpretado o Professor Girafales no seriado "Chaves". A notícia foi informada por Edgar Vivar, intérprete do Senhor Barriga, e confirmada pela filha de Aguirre, Verónica Aguirre, na manhã desta sexta-feira (17). Segundo Veronica, o ator morreu nesta madrugada por complicações de uma pneumonia.

"É verdade que ele não está mais conosco. Lamentavelmente, morreu às 4h10 [no horário local] desta manhã por complicações de uma pneumonia", disse ela para o canal BBC. "Ele já estava em casa. Esteve em maio no hospital porque seu estado era delicado, mas já havia saído. Ele viveu muito feliz aqui [em Puerto Vallarta] em seus últimos anos", afirmou Veronica. O corpo será levado a Puerto Vallarta, no México, onde acontecerá o enterro. 

Amigo de Aguirre, Vivar usou sua conta do Twitter para anunciar a morte do ator. "Meu professor favorito descansa em paz. Hoje meu grande amigo Rubén Aguirre parte deste plano. Sentirei muito sua falta", escreveu. Ele ainda mostrou na rede social a última foto que tirou ao lado do amigo (veja abaixo). 

Com a voz embargada, Vivar gravou um áudio divulgado pelo telejornal "SP no Ar", da Record. Ele se referiu a Aguirre como "o professor mais querido do mundo". "Infelizmente, hoje nosso querido professor foi chamado por Deus. Está junto com Roberto Bolaños. Obrigado ao Brasil e pelo carinho que sempre nos brindam. Vamos celebrar a vida", disse o ator.

Carlos Villagran, intérprete do Quico no "Chaves", fez sua última homenagem. "Nosso querido professor se foi, nossa querida vizinhança está se reunindo no céu. Que em paz descanse meu querido Rubén Aguirre, meu professor favorito", escreveu no Facebook. Maria Antonieta de las Nieves, a Chiquinha, também se despediu de Aguirre e manifestou seu apoio à família dele. 

Aguirre tinha diabetes, controlada com medicamentos, além de cálculos na vesícula e problemas de coluna. Com problemas para respirar, o ator foi levado ao hospital de Puerto Vallarta, Jalisco, segundo informou sua filha, em 14 de maio. Ele ficou 11 dias internado. "Agora ele se encontra estável. Permanece em casa, sendo medicado com antibiótico. Mas não é nada grave que coloque sua vida em risco", afirmou Verónica no dia 6 deste mês ao jornal argentino "El Clarin". "Os médicos disseram que seu ritmo ficará mais lento e que descansará, mas não demais", falou.

No final de 2007, o ator e sua mulher, Consuelo Reyes, sofreram um acidente de carro. Ele teve de abandonar os palcos e usa cadeira de rodas. Já Consuelo perdeu uma das pernas e precisou passar por quatro cirurgias.
Em junho, Aguirre publicou uma carta pedindo para a ANDA (Asociación Nacional de Actores) custear seus tratamentos médicos. Com título "E agora, quem poderá me defender?", uma referência ao personagem Chapolin, Rubén revelou que há dez anos luta pelo direito de ter assistência médica, já que sempre contribuiu com as cotas estabelecidas pela associação. "Minhas forças se acabaram", assumiu o ator mexicano que também explicou o motivo do texto nas redes sociais.

Em agosto de 2014, o ator foi internado na capital do México com quadro de desidratação e anemia, mas ele tomava medicamentos havia pelo menos duas décadas para controlar doenças renais e diabetes

Com idade avançada e problemas de saúde, Aguirre tinha sido recomendado por médicos para viver ao nível do mar. Por causa disso, não ia à capital, Cidade do México, a 2.250 m de altitude, e nem viajava longas distâncias, o que o impedia de vir ao Brasil com frequência. 

BOL Notícias

Nenhum comentário: