ARARIPINA

ARARIPINA

GOVERNO PERNAMBUCO

FLOCÃO NOVO MILHO

ALIANÇA

SQS

SQS

BANNER DAVID

BANNER DAVID

HMSM 50 ANOS

HMSM 50 ANOS

O BLOG NO FACEBOOK

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

REPRESENTAÇÃO ORIENTAL - PERNAMBUCO É ESCOLHIDO PARA SEDIAR PRIMEIRO CONSULADO GERAL DA REPÚBLICA DA CHINA NO NORDESTE


O governador Paulo Câmara prestigiou a abertura oficial do Consulado Geral da China no Recife, celebrada com evento no Sheraton Reserva do Paiva, na noite de segunda-feira (22). A capital pernambucana foi escolhida para sediar a terceira representação diplomática chinesa no Brasil, que terá abrangência para todo o Nordeste - exceto para o Estado da Bahia. As demais representações estão em Brasília (Embaixada), no Rio de Janeiro e em São Paulo, ambos consulados gerais. O gestor estadual participou da solenidade ao lado do embaixador da República da China no Brasil, Li Jinzhang, da cônsul-geral, Li Feiyue, e do vice-prefeito do Recife, Luciano Siqueira.

Para o chefe do Executivo estadual, a instalação do consulado no Estado favorece o estreitamento das relações internacionais com a China, assegurando a ampliação de parcerias e atração de investimentos. “Fica mais fácil apresentarmos ao governo chinês as potencialidades de se investir em Pernambuco, tanto no aspecto da indústria como também do comércio e do serviço. E isso além de atrair turistas que podem conhecer o nosso Estado”, enumerou Paulo.

“Temos certeza das nossas possibilidades. E a instalação de um consulado pode encurtar essa certeza que temos, em um futuro breve, de recebermos muitos investimentos e turistas chineses para que possamos ter uma parceria em favor do desenvolvimento do nosso Estado. Mas também contribuir com as parcerias que o governo chinês vai querer fazer com o Brasil”, complementou o gestor estadual.

Embaixador da República da China no Brasil, Li Jinzhang, justifica a escolha da capital pernambucana. “A instalação do nosso Consulado Geral no Recife, que é uma cidade importante da Região Nordeste do Brasil, é exatamente para servir as novas necessidades do desenvolvimento das relações bilaterais para fornecer uma nova plataforma para aprofundar e ampliar a nossa cooperação unilateral. Nas áreas econômicas, cultural e histórica, Pernambuco e o Recife são muito representativos no Nordeste do Brasil e também constituem uma força de vital importância para liderar o desenvolvimento da região”, afirmou.

“Vamos reforçar esse intercâmbio entre China e o Nordeste do Brasil, entre o povo brasileiro e o chinês”, afirmou a cônsul-geral Li Feiyue, que vai comandar o consulado instalado em Recife. Pernambuco, inclusive, entrou na rota de investimentos dos chineses. Duas gingantes já se instalaram no Estado: Huawei e Shineray. Essa última, possui uma planta industrial no Complexo Portuário de Suape desde 2015 - primeira fábrica fora da China e a única de motocicletas no Brasil que fica fora da Zona Franca de Manaus. Com um investimento de R$ 130 milhões, a unidade possui capacidade de produção de 250 mil unidades por ano. 

Outros números atestam o sucesso da parceria entre China e Pernambuco. Do percentual total de exportações, 11% vão para China e 58% da soja do Estado é exportado para o país oriental. O Governo de Pernambuco também firmou parceria com o Conselho Chinês para Promoção do Comércio Internacional (CCPIT), mediado pela Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper).
REUNIÃO – Antes da solenidade, o governador Paulo Câmara participou de uma reunião com o embaixador Li Jinzhang para tratar de futuras parcerias entre Pernambuco e China. Também participaram do encontro os secretários estaduais Thiago Norões (Desenvolvimento Econômico) e José Neto (Chefe da Assessoria Especial). 

“Há fundos internacionais chineses que tem recursos e interesse de investir na Região Nordeste. A gente quer ter a oportunidade de estreitar esse relacionamento, apresentar todas as potencialidades do Complexo Portuário de Suape. Ter condições de atuar conjunto em ações que nós consideramos que dialogam com o futuro, como as energias limpas - eólica e solar. É um conjunto de ações que são passíveis de cooperação, de investimentos e que esperamos que agora aja um encurtamento do prazo de maturação de investimentos a partir do consulado”, explicou o governador.

Da ASCOM

Nenhum comentário: