ARARIPINA

ARARIPINA

GOVERNO PE

SQS

SQS

HMSM 50 ANOS

HMSM 50 ANOS

O BLOG NO FACEBOOK

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

QUALIDADE DE VIDA - ADOTAR HÁBITOS SAUDÁVEIS NA INFÂNCIA PODE EVITAR DOENÇAS NA FASE ADULTA

Quando o assunto é saúde, não há dúvidas: adotar um estilo de vida saudável é essencial para a nossa qualidade de vida. Entre os hábitos que devemos adotar para garantir o bom funcionamento do nosso organismo, optar por uma alimentação balanceada é um dos principais. Esses costumes, alertam os especialistas, devem ser seguidos desde os primeiros anos de vida. A criança bem alimentada de hoje é o adulto saudável de amanhã.

Segundo a pediatra Marina Azevedo, descuidar da alimentação pode causar diversas doenças no futuro, como a diabetes tipo 2, que se manifesta principalmente quando o paciente leva um estilo de vida inadequado, e a obesidade. “É uma doença crônica que infelizmente está em evidência”, alerta.

Leia também:






A hipertensão e osteoporose também podem vir a aparecer quando a rotina alimentar é totalmente desregulada. “A osteoporose pode se manifestar por causa da falta de depósito de cálcio na infância. A ausência desse micronutriente nos primeiros anos de vida vai fazer falta no futuro. Já a hipertensão é causada pelo excesso de sal, que vai se acumulando no organismo, desregulando alguns mecanismos”, explica.

A pediatra ressalta que é necessário estimular, desde os primeiros anos de vida, os hábitos saudáveis na criança. “Essa é a fase mais importante para os pais, enquanto eles ainda têm controle na alimentação do pequeno. É importante optar sempre por frutas, verduras, óleos vegetais, carnes magras e gorduras do bem, além de evitar o sal, o açúcar e a fritura em excesso. É importante que os pais tenham essa consciência desde cedo, para não ter que remediar depois”, diz Marina Azevedo.

Para os pais que têm dificuldade em introduzir alimentos saudáveis na rotina da criança, a dica da pediatra é caprichar nas receitas, sempre disfarçando os ingredientes de uma forma divertida. Se a reluta da criança em comer o que é colocado no prato persistir, a recomendação é procurar os profissionais adequados. “Além do pediatra, existem nutricionistas especializados em nutrição infantil. Os especialistas vão definir os macronutrientes, responsáveis pelo crescimento e desenvolvimento geral da criança, e os micronutrientes, que ajudam a fortalecer a imunidade. Eles são essenciais no cardápio do pequeno”, diz a médica.

Atividade física

Evitar o sedentarismo nesta fase da vida também é muito valioso. Para os menores, a recomendação é apostar em atividades ao ar livre. “Andar de patins e bicicleta, como também brincar no parque, é importante. O fundamental é fazer com que a criança saia de casa, da frente da televisão e faça alguma atividade de que ela goste. Isso já é o suficiente”, finaliza a pediatra.

Por Cinthia Leite - Casa Saudável / NE10

Nenhum comentário: