ARARIPINA

ARARIPINA

CÂMARA MUNICIPAL DE ARARIPINA

AGENDA MALLA

AGENDA MALLA

segunda-feira, 19 de julho de 2010

FRENTE POPULAR - DISCURSOS CALOROSOS MARCAM INAUGURAÇÃO DE COMITÊ


Ainda com cheiro de tinta fresca, o governador Eduardo Campos (PSB), candidato à reeleição, inaugurou neste domingo (18) o Comitê da Frente Popular de Pernambuco no Recife.


Ao lado de seu vice, João Lyra Neto (PSB) e dos candidatos ao Senado, Armando Monteiro (PTB) e Humberto Costa (PT), Eduardo chegou ao local por volta das 12h30. A casa onde foi montado o QG dos candidatos estava completamente tomada pelos militantes.

Localizado na Rua José Maria, 453, no bairro do Rosarinho, o comitê possui bar, banheiros, um amplo estacionamento, tudo para oferecer uma boa estrutura para os colaboradores de campanha.

Na inauguração, o deputado Armando Monteiro foi o primeiro a discursar, literalmente, pedindo votos. Ele ressaltou a importância de eleger toda a chapa: da Presidência aos deputados. "É muito importante nós conserguirmos eleger a candidata Dilma para dar continuidade ao trabalho do presidente Lula, assim como é importante eleger os senadores que possam apoiá-la em Brasília. E aqui é importante reeleger Eduardo Campos para dar continuidade ao que já vem sendo feito. Os deputados eleitos também precisam ser nossos aliados para termos mais força na nossa luta", discursou.

Em seguida, foi a vez do candidato petista ao Senado subir na tribuna 40 para proferir o seu discurso. Entusiasmado, Humberto Costa foi bastante caloroso ao dizer que a inauguração do comitê em uma campanha é como a largada de uma grande corrida, fazendo uma alusão ao sentimento de ansiedade para a linha de chegada.

Logo depois foi a vez do prefeito do Recife, João da Costa (PT), dar sua palavra de apoio aos colegas políticos. Ele foi intenso ao dizer que a eleição da chapa "Frente Popular" seria como dizer aos concorrentes que não há mais volta para eles. "O povo experimentou oito anos do governo Lula, três anos e meio de Eduardo e dez anos do governo popular no Recife, e agora ninguém quer voltar ao governo da mesquinhez", declarou João da Costa. O depoimento do prefeito foi seguido pelo candidato a vice do governo, João Lyra Neto, que reafirmou o compromisso de prosseguir com a "evolução" do Estado.

Por fim, Eduardo Campos tomou seu lugar na tribuna e fez um discurso aplaudido. Ele disse não querer derrubar ninguém nessas eleições, mas, sim, que o povo vote no que é melhor para Pernambuco. Por isso não vai aceitar provocações na campanha e pediu que seus militantes façam o mesmo nas ruas. "Essa vai ser a campanha da alegria, do respeito e da esperança. Nada de briga", disse o candidato. "Eu tô doido para que chegue o dia 3 de outubro para poder ouvir a voz do povo nas urnas", revelou.

Por fim, Campos disse que vai a Brasília nesta segunda-feira (19) porque foi chamado pelo presidente Lula, e só volta na quarta-feira (21), prometendo sair às ruas para fazer campanha. Como não se licenciou do cargo de governador para participar da campanha, Eduardo pediu aos companheiros que o representem nas ruas. "Me representem enquanto eu Governo o Estado durante o dia", finalizou.

Fonte - JC

Nenhum comentário: